OMB Diadema

historia delegacia

        A HISTÓRIA DA DELEGACIA

 

Em fevereiro de 2009, eu Genivaldo Batista Leite estava em uma importante reunião na OJESP (Ordem dos Jornalistas do Estado de São Paulo), quando tive o prazer de conhecer o Dr. Milton José da Silva, Presidente de uma das grandes Associações Cristã de Direitos Autorais, chamada ACRIMDA. Ao conversarmos, ele me convidou para participar de uma homenagem que aconteceria na Ordem dos Músicos do Brasil. Passado algum tempo, o senhor Kleber Albertin ligou em meu escritório solicitando a minha presença no dia 12 de março de 2009 para ser homenageado, na qual apresentei também o senhor Cícero Paulo da Silva, que também foi homenageado.

Após a homenagem o Sr. Kleber Albertin comunicou-me que o Dr. Milton havia conversado com o Presidente da Ordem dos Músicos do Brasil para me nomear como fiscal. Eu fiquei muito feliz e imediatamente aceitei. Daquele momento em diante, começamos a trabalhar juntos, viajar para o interior e todas as segundas nos reuníamos com várias autoridades para fazer um curso no auditório da GZ.

Sempre olhava para o Dr. Milton e pedia para colocar uma delegacia em Diadema e ele me dizia para ter paciência porque já tinha falado com o Presidente e o tempo ia passando. Teve uma época que o auditor Dr. Márcio Ventre esteve em meu escritório em Diadema, fazendo algumas correções e algumas exigências e foi embora.

Um dia ele ia passando no corredor da Ordem dos Músicos do Brasil na Av. Ipiranga e o Dr. Milton perguntou para o auditor sobre a Delegacia de Diadema e olhando para mim disse que não haveria delegacia e nem delegado e eu olhando para ele, triste no meu íntimo, mas sem demonstrar, pedi então que me desse uma delegacia secular e a resposta veio em seguida negativamente.

Saí da Ordem quieto, mas sempre confiando em Deus, voltei para o meu escritório em Diadema e pensando que teria uma palavra de ânimo, recebia críticas, palavras agressivas de pessoas que encontrava ou vinham ao meu escritório para saber sobre a Delegacia, perguntando dessa forma: - Essa delegacia não vai sair? Já tem quase um ano e nada! Mas nunca desanimei, sempre pedindo a Deus o socorro.

Dei um livro meu autografado para o Professor Roberto Bueno, Presidente da Ordem dos Músicos do Brasil, que foi entregue pelo Dr. Milton e o mais interessante foi que em todo esse tempo que tinha estado na Ordem como fiscal, nunca cheguei a conversar com o Presidente, mas um dia, Kleber Albertin decidiu me apresentar para o Professor Roberto Bueno, que ficou muito feliz e falou para mim:

         - Cabra, você tem um exemplo de vida, uma história...

E nesta oportunidade, Kleber perguntou para o Presidente sobre a Delegacia em Diadema e ele disse que estaria tudo bem, que pediria para o Dr. Márcio publicar no Diário Oficial. Logo em seguida, levantamos e agradeci ao Presidente e foi assim que uma grande estrela brilhou na Rua: Santa Madalena, com a OMB – Regional de Diadema. E em primeiro lugar quero agradecer a Deus pela vida dessa grande autoridade que é o Presidente da OMB, o Professor Roberto Bueno, ao Dr. Milton José da Silva e ao Sr. Kleber Albertin e a todos que confiaram e confiam em mim, que Deus abençoe a todos rica e abundantemente.

 

                                                                     Genivaldo Batista Leite

                                                      Delegado da Ordem dos Músicos do Brasil

                                                                       Regional de Diadema

TV GBL